Relatos de uma menina com bom coração: Esplendida natureza

Não se pode parar uma força da natureza, e é exatamente assim que ela parece. É aquela ventania que entra pela janela quando menos se espera, causa arrepio e frio, mas deixa saudade depois que passa. Ela poderia representar cada um dos desastres naturais que existem, dentro dos seus extremos, sem saber como lidar com nenhum deles, mas tento a presença de todos juntos quando quer. Ninguém com pouca fé na natureza e em sua beleza poderia aguentar o que ambas – ela e a natureza – lhes proporcionariam depois da tempestade de raios. Ela chove como as nuvens, faz tempestade quando bem entende. E, sem avisar, ela resolve que hoje fará sol e que o dia irá brilhar. Às vezes ela se aquieta, mas geralmente quer falar mais alto que os fones que ocupam teus ouvidos. E o mais clichê que eu poderia falar sobre ela: depois da tempestade, sempre vêm o arco-íris, com o pote de ouro no final. Ela não vai parar em ti, tal como a natureza, ela tem muitas pessoas para tirar da zona de conforto. Esse é o objetivo maior, mesmo que ela mesma não perceba. E é o que causa a beleza dela, ser tão desastrada e devastadora, causando estragos, mas também mostrando como as coisas são, deixando a visão de quem a cerca mais ampla e limpa. Mas afinal, quem se arriscaria a entrar no centro de um furacão?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *